desenvolvido por: 

parceiros: 

September 12, 2017

February 14, 2016

January 25, 2016

January 21, 2016

January 8, 2016

December 21, 2015

Please reload

Posts Recentes
Posts Em Destaque

os mutirões e a real terapia da enxada

5 Dec 2015

Meu amigo Raimundo, é um profissional de arrumar tudo. Encanamentos, pintura, pequenos consertos, grandes obras. Mostrei o projeto e ele quis participar quando tivesse algum horário vago na sua concorrida agenda. Comentei de uma grande área que estávamos tentando capinar fazia semanas, mas que sobrecarregados com outras tarefas de manutenção andava devagar, e ele disse que daria um jeito. Alguns dias depois encontro ele na rua, e pergunto se conseguiria participar do próximo mutirão de sábado.

Raimundo responde apresado e sumindo: – Já participei, vc não queria limpar aquela área? Vai lá ver!

Quando cheguei ele tinha limpado tudo sozinho! Uma enorme área, um terço do que já tinhamos feito durante meses.

Profissional é outra coisa, e vi como ainda falta técnica para sermos bons capinadores.

Capinar é incrivelmente terapêutico, além de emagrecer um pouco.

Lygia Clark que admiro muito, não chegou  na sua arte-terapia nesse ponto, fazer pessoas da classe média capinar. Exercitar um trabalho braçal, é como um remédio instantâneo para sair desse conforto sedentário de conseguir as coisas á base de cliques, sejam da internet, ou digitando o cartão de crédito.

Acontece que em São Paulo tem pessoas que não fazem, mandam fazer, talvez com vergonha de sujar as mãos, ou algo assim. Constatamos que para muitas pessoas capinar é coisa de “serviçal” uma suposta categoria menor de gente. Grande e cafona engano, capinar no Cerrado Infinito é chic.

Mas voltando ao Raimundo, a  grande área descampada nos forçou á acelerar o processo.

Tivemos então que fazer o trabalho de um mês em alguns dias, plantando farta e continuamente, o que no fim deu um bom resultado e abriu um precedente para perceber que uma ou duas pessoas podem sozinhas, mudar a paisagem numa velocidade muito maior do que estávamos fazendo nos mutirões.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo

PROCESSO