desenvolvido por: 

parceiros: 

September 12, 2017

February 14, 2016

January 25, 2016

January 21, 2016

January 8, 2016

December 21, 2015

Please reload

Posts Recentes
Posts Em Destaque

as primeiras plantas

13 Jun 2015

 

Feita a desmontagem da instalação, as plantas foram levadas para a praça e as plantamos deixando espaço para a trilha. Expliquei a idéia disso se tornar uma ação contínua todo sábado, e apresentei o nome Cerrado Infinito e todos gostaram da idéia.

Algumas pessoas ainda duvidaram que São Paulo tinha cerrado e me perguntam da mata atlântica. Explico rapidamente sobre os Campos de Piratininga e imediatamente me tornei um especialista.

Existe uma coisa curiosa, todo mundo trabalha brincando e ao mesmo tempo espera algum tipo de “aula” de como fazer as coisas. Realmente o cerrado é complexo, é necessário ler, estudar e parece ser mais prático ouvir alguém falando do que se trata e pronto.

Mas o processo de plantar explica muita coisa pela própria atividade desde que se coloque um pouco de atenção na ação, e isso pode ser feito sem deixar de ser uma brincadeira.

A verdade que eu sei apenas um pouco mais, mas entendo que o que vamos fazer é uma experiência inédita e com o tempo vamos todos apreender sobre as plantas. E isso sim vai ser especialíssimo.

 

Foi plantado: Capim Rabo de Burro, Capim Rabo de Burro Imperial, Macela do Campo, Araçá, Guabiroba, Sete Capotes, Cambará, Língua de Tucano, Elegante, Vassourinha, Asa Peixe, Orelha de Onça, entre outras ainda sem classificação.

 

Participantes: Andrea Pesek, Roberta Soares, Julia Vieira, Daniel Caballero, Didier Lavialle, Lu Cury, Marcos Xavier, Renata Camargo e Mariana Prata.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo

PROCESSO