desenvolvido por: 

parceiros: 

DESCOLONIZATION#2 

Picnic Internacional de Descolonização da Paisagem Mundial - 21.Dezembro. 2016

1/27

O DESCOLONIZATION #02, foi um evento que consolidou o Cerrado Infinito mais do que paisagem ou um trabalho de arte, mas como um território amplificador de idéias, um frágil ecossistema criativo, simultaneamente integrado e independente do restante da praça, onde a fauna são os artistas, os botânicos, os ativistas, e todos que identificam no projeto um lugar de resistência pelo simples fazer processual e o debate. Mas resistência ao quê afinal?

Os motivos são variados, nunca difusos, entre eles, podemos começar pensando a história do desenvolvimento da cidade de São Paulo e a extinção da sua paisagem natural que dava identidade ao local. Os destaques dessa conversa estão em tentar responder os diversos porquês e como as coisas aconteceram. Mas esse é apenas um entre outros pontos de partida.

A lista de artistas participantes aumentou e todos se relacionaram com a trilha que já tinha avançado por todo o barranco ingreme da Praça.

Foi um evento ensolarado com fogueira, comidinhas, música e muita gente curiosa, e trabalhos sonoros, instalativos, ou performativos em alguns casos com a participação dos visitantes.

Um destaque do que foi apresentado foi a ação de Newton Goto que escreveu em uma das laterais do barranco a frase Monsanto Go Home. Para isso ele ficou cavando a terra e escrevendo as letras da frase, na base da enxada durante todo o evento. Ninguém foi solidário em ajudar, mas era bonito ver o cara insistindo até quase o fim do dia. Ele não conseguia socializar, ver os outros trabalhos ou experimentar as iguarias P.A.N.C.s, talvez nem escutar o set list de músicas, que afinal não estavam num volume ensurdecedor. No entanto ninguém estava mais inserido na intenção do evento do que ele.

Daniel Caballero

MONSANTO GO HOME

Newton Goto

Land pixação. Mais de Newston Goto aqui https://newtongoto.wordpress.com/

JARDINAGEM BALDIA

Gabriela Leirias e Faetusa Tezelli

Jardinalidades, territorialidade, temporalidade e ato político. Veja mais aqui  https://jardinagemterritorialidade.wordpress.com

FITZCARRALDO

Bruno Mendonça

VAGA-LUMES

Eduardo Salvino

Site do artista http://eduardosalvino.net/

Intervenção com canetas pilotos em lâmpadas rosqueadas em coletes sinalizadores de transito usados por 9 performers … 
A ação vaga-lumes pretende ser “um agenciamento para imagens no presente” se relacionando 
com a arquitetura interna e externa do local e público através do binômio espaço e tempo. 
Nessa ação o espectador se relacionou com os vaga-lumes e foi um deles.

PÂEBIRU

Chris Von Ameln

1/2

LOBISOMEM GUARÁ

Luis Telles

Site do artista http://luistelles.com/

ESPAÇOS PÚBLICOS & ZONAS SONORAS

Luciene Lamano

Site da artista https://www.lucienelamano.com/

Audição da pesquisa sonora Espaços Públicos & Zonas Sonoras

Publicação Sonora

10 áudios

2015

 

Parte integrante do Livro-Lugar n° 1, os áudios, desta publicação sonora, foram capturados com um gravador Zoom H5, durante uma caminhada de oito horas realizada em um único dia. O percurso previamente definido inclui dez Praças do Centro Histórico de São Paulo. 

 

Ouça AQUI os áudios

"Caminhar entre percursos habituais do cotidiano urbano, confluindo um mapa sonoro das praças do centro histórico de São Paulo. Na cidade o ruído dos veículos se funde com vestígios do canto dos pássaros ou a manifestação de uma presença humana residual, compondo uma geografia que se forma na unidade do imaginário, apreendida não apenas como uma leitura visual, mas percebida através dos sentidos." Luciene Lamano