PROCESSO

15.03.2016

O Cerrado Infinito ganhou um prêmio significativo de educação ambiental.

Desde o começo do projeto á aproximadamente 10 meses, e com o plantio das primeiras mudas, a grande preocupação não era uma rotina de excesso de queimadas, comuns em terrenos baldios ou mesmo nos parques naturais próximos a áreas urbanas.

O grande problema eram os jardineiros da prefeitura que com suas tarefas de poda e limpeza, cortavam tudo o que estivesse nascendo. Muitas iniciativas de pessoas, plantando mudas na praça acabaram sumariamente quando eles passavam com seus cortadores de grama.

Com o cerrado não seria diferente e logo no início foi necessário conversar longa e repetidamente com eles.

Alguns colaboraram animados, enquanto outros mais irritados não entendiam por que queríamos preservar o tal do “mato”.

Hoje na terceira atuação deles na praça, me deparei com uma cena insólita, com o gramado já quase todo cortado e sem nenhum tipo de aviso , cerca ou fita isolante, os jardineiros,  davam uma...

Please reload

desenvolvido por: