desenvolvido por: 

parceiros: 

43 - MELÃOZINHO DO CERRADO

Melancium Campestre     (CURCUBITACEAE) 

43- Melãozinho do cerrado –   Melancium Campestre     (CURCUBITACEAE) 

Planta prostrada ou rasteira, de ramos recobertos de penugem. Folhas com pecíolos com muitos pelos, folha de 2,0 a 6,6 x 0,8 a 3,2 cm, suavemente denticulada, sem gavinhas. Flores dispostas em racemos, amarelas, separadas em masculinas e femininas. Fruto verde com manchas longitudinais verde-claras, globoso, sem pelos, de 0,7 a 2,2 x 0,6 a 2,5 cm; sementes oblongas. Floresce e frutifica de dezembro a abril.

 

Distribuição: Por todo o território nacional, em cerrado, cerradão, campo cerrado, formações rupestres, cerrado perturbado e mata ciliar.

 

Situação em São Paulo: Tem no Parque do Juqueri; na cidade, se ainda existir, é muito rara.

 

Como plantar: Unicamente por sementes, retiradas de frutos maduros.

 

Usos: Planta ornamental e comestível, similar a pequenas melancias com frutos de polpa amarela e ácida. Possui grande variação nas formas e tamanho das folhas, dependendo de condições ambientais em que for cultivada.

LEAL, I. A. B.. ESTUDO TAXONÔMICO DAS ESPÉCIES DA FAMÍLIA CUCURBITACEAE JUSS. OCORRENTES NO DISTRITO FEDERAL, BRASIL. 2013. 114 F. DISSERTAÇÃO (MESTRADO EM BIODIVERSIDADE VEGETAL) – UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS, GOIÂNIA, 2013.