desenvolvido por: 

parceiros: 

36 - DOURADINHA

Waltheria communis A.St.-Hil. (Malvaceae)

36- Douradinha – Waltheria communis A.St.-Hil. (Malvaceae)

 

Planta herbácea, perene, de caule prostrado, muito ramificado, cor verde e ferrugem, áspero. Folhas simples, alternas, com pecíolo curto, forma ovalada de ápice arredondado, acinzentada em ambas as faces e com as margens onduladas, serrilhadas. Inflorescências na ponta dos ramos e nas axilas das últimas folhas, do tipo espiga globosa. Flores amarelo-ouro com 5 pétalas também soldadas. Fruto seco do tipo cápsula, envolvido pelo cálice persistente.

 

Distribuição: Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul do Brasil, em campo cerrado, campo aberto, com comportamento ruderal.

Situação em São Paulo: Surge espontaneamente em cultivos e em terrenos baldios e beiras de estrada sendo indicadora de antigos fragmentos de cerrado.

Como plantar:

 

Usos: Muito bela por sua coloração peculiar e porte moderado, poderia ser usada em paisagismo, sofrendo podas regulares para manter-se viçosa. Plantas muito resistentes à seca e até a queimadas, rebrotando mesmo que completamente cortadas.

LORENZI, H. PLANTAS DANINHAS DO BRASIL: TERRESTRES, AQUÁTICAS, PARASITAS E TÓXICAS. INSTITUTO PLANTARUM. NOVA ODESSA, SP, 4ª ED. 2008. 672P. IL.

MOREIRA, H. J. C.; BRAGANÇA, H. B. N. MANUAL DE IDENTIFICAÇÃO DE PLANTAS INFESTANTES–HORTIFRUTI. SÃO PAULO: FMC AGRICULTURAL PRODUCTS, 2011.