desenvolvido por: 

parceiros: 

31 - JUQUERI

Mimosa polycarpa Kunth (Leguminosae)

31- Juqueri – Mimosa polycarpa Kunth (Leguminosae)

 

Subarbusto, de até 1,8 m de altura, muito ramificado, repleto de espinhos recurvados. Folhas compostas, de 23 a 44 folíolos de 6 a 12 × 1 a 2 mm; com espinhos, na parte superior sem pelos, pilosos na parte inferior das folhas. Flor do tipo espiga, de 4 a 5 mm diâmetro, arredondado, na axila das folhas, na cor rosa claro.

Distribuição: No Brasil, ocorre nos estados do Mato Grosso ao Rio Grande do Sul, em cerrado, chaco, pantanal e em bordas de mata ciliar.

Situação em São Paulo: Comum em terrenos baldios e em fragmentos antigos de cerrado, assim como em beira de estradas.

Como plantar: O melhor método é por meio de sementes; elas nascem muito facilmente e se desenvolvem bem rápido. Eventualmente, se encontrar mudas pequenas pode se fazer o transplante, mantendo o torrão da raiz. Plantar sempre em sol pleno.

Usos: Usada como cerca viva, por formar maciços com presença de pelos e pequenos espinhos. Suas folhas se movem ao toque, sendo uma aquisição interessante para jardins. Floração fartamente visitada por abelhas, delicada e ornamental. Forma moitas exuberantes com a floração característica de “pompons” rosa, que atrai muitas abelhas.

TAMASHIRO, J.Y. & ESCOBAR, N.A.G.E. (COORD.) MIMOSOIDEAE IN: TOZZI, A.M.G.A ET AL FLORA FANEROGÂMICA DO ESTADO DE SÃO PAULO. INSTITUTO DE BOTÂNICA, SÃO PAULO, VOL. 8, PP: 84-166, 2016.