desenvolvido por: 

parceiros: 

19 - VASSOURINHA

Baccharis dracunculifolia DC. (ASTERACEAE)

19- Vassourinha – Baccharis dracunculifolia DC. (ASTERACEAE)

 

Planta subarbustiva, de caule muito ramificado, ramos de coloração castanha e repleta de folhas simples, de 2 a 3 cm de comprimento, alternas e sem pecíolo, conferindo aparência de alecrim. Inflorescências nas axilas das folhas, formadas por capítulos, com pétalas transformadas em pelos na cor branca. Propagação por sementes que se espalham com o vento.

 

Distribuição: Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil no Cerrado, em formações campestres e capoeiras.

Situação em São Paulo: Abundante enquanto planta invasora, principalmente em beiras de estrada e terrenos baldios.

Como plantar: Encontrar apenas uma vassourinha é quase impossível, elas sempre aparecem em quantidade. Escolha alguns exemplares com 20 a 30 centímetros e retire-os com o torrão sem danificar a raiz. Plante, espere crescer e florescer, elas vão se reproduzir e provavelmente depois disso nunca mais elas vão deixar de fazer parte do que quer que você queira fazer.

Usos: 

 

 

DURIGAN, G. PLANTAS DO CERRADO PAULISTA: IMAGENS DE UMA PAISAGEM AMEAÇADA. PÁGINAS & LETRAS EDITORA E GRÁFICA, 2004.

LORENZI, H. PLANTAS DANINHAS DO BRASIL: TERRESTRES, AQUÁTICAS, PARASITAS E TÓXICAS. INSTITUTO PLANTARUM. NOVA ODESSA, SP, 4ª ED. 2008. 672P. IL.

SANTOS, R. F. PRODUÇÃO DE FITOMASSA, TEOR E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE BACCHARIS DRACUNCULIFOLIA DC. EM FUNÇÃO DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA. [DISSERTAÇÃO], BOTUCATU, 2011.