desenvolvido por: 

parceiros: 

18 - CARQUEJA

Baccharis trimera (Less.) DC. (ASTERACEAE)

18- Carqueja – Baccharis trimera (Less.) DC. (ASTERACEAE)

 

Planta perene, subarbustiva, de até 80 cm de altura, muito ramificada, ereta, sem pelos, de caule alado, em geral com 3 segmentos,. Inflorescências nas axilas das folhas, amarelas.

 

Distribuição: América do Sul.

Situação em São Paulo: Presente em campos abertos, terrenos baldios e localidades a pleno sol, sendo uma boa indicadora de terrenos que já foram campos nativos, em geral junto com outras espécies, também comuns.

Como plantar: Com as chuvas mais abundantes ela germina em profusão, sendo fácil coletar algumas mudas. É uma planta que cresce rápido e, depois que floresce, se espalha tornando desnecessário fazer novas coletas. É possível de ser reproduzida por estacas e por divisão de touceira.

Usos: Chega a formar amplos maciços de ramos e usada eventualmente no paisagismo como ornamental, boa para cobrir barrancos em conjunto com a macela do campo. Seu uso consagrado no entanto é como erva medicinal, na forma de chás para problemas digestivos, como analgésica e como tônico amargo para o fígado. É uma planta típica em garrafadas com pinga, vendidas em botecos.

 

GENÉ, R. M. ET AL. ANTI-INFLAMMATORY AND ANALGESIC ACTIVITY OF BACCHARIS TRIMERA: IDENTIFICATION OF ITS ACTIVE CONSTITUENTS. PLANTA MEDICA, V. 62, N. 3, P. 232-235, 1996.

LORENZI, H. PLANTAS DANINHAS DO BRASIL: TERRESTRES, AQUÁTICAS, PARASITAS E TÓXICAS. INSTITUTO PLANTARUM. NOVA ODESSA, SP, 4ª ED. 2008. 672P. IL.